sexta-feira, outubro 23, 2009

vastas emoções e corações imperfeitos

ai, se eu pudesse ter sido mais madura
talvez até mais inteligente
ter reparado em ti
quando passava por mim
por que hoje quando te olho
minhas pernas bambeiam
meus olhos brilham
meu dia se alumeia
e fica tudo mais leve

ah, se eu pudesse ter sido mais esperta
e ter te pegado antes
antes de termos sofrido tanto
com outros corações desmerecidos
e pudéssemos ter sido
desde então, há muito tempo,
só felizes sem perigos

ah, se eu pudesse ter tido...

se eu pudesse ter ido...
se eu pudesse...
voltar no tempo 
e ter me apaixonado por você
e pra sempre ter ficado...
mas como o tempo não volta
fiquemos daqui em diante
apaixonadamente eternos companheiros.

3 comentários:

Jaya disse...

Teus poemas que voam são um abuso. Fico querendo juntar todos num livro de bolso, e abrir sempre que tiver muito chão ao meu redor.

Roginho disse...

Complementando a Jaya, seus poemas que voam me magoam um tanto, mas não consigo resistir a eles. Tem algo que me fascinam, atraem.

Mariana Lima disse...

Meus queridos, não quero magoa-los nem tirar-lhes chão ou abusar o que seja...

Só quero dividir algo que sinto e que às vezes não sei explicar melhor. Talvez seja culpa desse meu jeito, que nem sei descrever, mas que sou eu e nem posso fugir de ser.