sexta-feira, novembro 16, 2007

invenção

inventei um sonho de nós dois, eu e você
aquele seu olhar de lado me embreagava
enquanto, a pretexto de trabalho,
sua técnica me ensinava

inventei o que você disse
quando chegou mais perto
quando fez que vinha
quando cheirou meus cabelos

inventei sua reação
quando virei e te encontrei o rosto
e você não pôde evitar
um beijo na bochecha, o mais gostoso

inventei o beijo
inventei o sonho
mas se vier
eu deixo isso tudo pra lá...

12 comentários:

Jaya disse...

Peraí, eu li isso aqui e fiquei pensando que fosse eu quem tivesse escrito. Tô boquiaberta, porque a idéia aqui dentro é a mesma.

Mariana, que LINDO!

Essa idéia de "amor inventado", que Cazuza dizia adorar. Quase isso, porque não.

Um beeeeeijo!
=*

-Adoro quando você escreve assim.

Parabólica disse...

Olá Mariana! Tenho o cd da Suíte dos Orixás, e é muito bom meesmo! Nunca ví eles ao vivo, gostaria que viessem pra Curitiba. Abraços

Amanda_Bia disse...

que lindo... a gente inventa tanta coisa neh?! algumas podiam se tornar realidade...
têm selos p/ ti no meu blog!
beijos!

Carlos Howes disse...

Adorei, Mariana... Muito sincero, muito inspirado, muito tocante.

De todos os seus escritos, este vai para galeria dos meus favoritos. Acho que tive uma certa identificação, pois de certa forma sou um pouco "inventor". Adoro inventar situações para o meu dia-a-dia.. algumas não invento mais, mas outras não sei até quando vou continuar. Acho que faz parte da alma de todo sonhador. hehe.

Ana Fernandes disse...

As vezes a invenção é melhor =p

Breno disse...

Respondi o seu e-mail, viu? Depois dou uma lida no seu blogue direitinho. Abraço.

Parabólica disse...

Olá Mariana! Aqui em casa se ouve música mineira todo dia, fui criada ao som do Clube da Esquina. Este ano vi o show do Beto Guedes, do Flávio Venturini, da Glaucia Nasser, e por tabela acabo vendo os músicos que tocam junto, o Neném, o Paulinho Carvalho, o Aggeu Marques. Foi assim que consegui o cd da Suíte dos Orixás. :D O cd é nota dez, seu blog também ^^

Parabólica é como me identifico aqui no blog, mas me chamo Iamni (continua sendo diferente! hahaha) Você me encontra no orkut com meu nome, acho que não vai ser difícil me achar lá, com esse nome tão comum! rsrsrsrs...

Abraços pra você moça =D

J.R disse...

Pois é!!As vezes invento um pássarinho, que bate asas sem sair da beirola da cama, que apenas sopra e faz ventinho na cabeça....

maria renata leu e disse...

Inventar dá o tom pra vida! Quando eu era mais nova, vivia inventado romances à lá Meg Ryan pra viver, tinha na ponta da língua respostas pra algumas perguntas, as quais, no caso, nunca foram perguntadas, hahahaha! Mas seriam boas respostas, sem dúvida.
Parabéns pelas palavras, como sempre, muito boas!
beijos!

Jaya disse...

Email respondido. As pressas, mas respondido. Serviu? Rs.

Beijo!
=*

Cybersein disse...

Nossa!! Paixão no ar? Ou licensa poética? O que importa, não é mesmo? Gostei bastante desse. Abraço!
http://jungleman.weblogger.com.br

Cybersein disse...

Olha, reli e percebi o seguinte: isso me aconteceu, quase assim mesmo... parecia que vc estava lá pra narrar. Me marcou muito essa segunda lida. Ah, o do tango, logo acima, também está ótimo! Abração.
http://jungleman.weblogger.com.br