segunda-feira, outubro 08, 2007

quase tudo queimou

Aqui do lado de casa, quando na minha infância passeava por entre as árvores e brincava no laguinho, que pra mim era enorme e incrivelmente profundo, me sentia completamente feliz. Uma felicidade que me invadia e que durava dias no peito. Me sentia dona daquele lugar, de cada cipó, de cada pedra arredondada que catávamos pelo caminho. Me sentia total conhecedora de seus segredos, de suas armadilhas e belezas. Sabia de histórias e inventava outras pra contar. Eu era amazona, escoteira, índia, nativa... Adorava aquelas tardes inteiras que fazíamos a tradicional trilha carregando um piquenique inteiro em mochilas do He-Man, She-Ra ou o Michey Mouse. Guiados pela pessoa mais doce e gentil que conhecíamos, a gente subia, corria, brincava e era no final do dia que aquela alegria descansava depois do banho.

Foram muitas caminhadas e pés imundos dentro de chinelos mais imundos ainda. O santuário é a Chácara do Lessa, que de uns anos pra cá tem sido mais bem cuidada pelos órgãos responsáveis. Obras modernizaram as coisas e cercaram tudo direitinho. Mas é seca agora e não chove há um bom tempo. A minha mata pegou fogo. Foram de três a quatro dias queimando e eu daqui olhando no meu pouco tempo. E pedi aos céus, mas muita fumaça, cinza e o coração partido.

Primeiro foi um susto e depois dor. Confesso que nem fui à porta ver como ficou, talvez ainda vá. Bastasse eu ter crescido e não viver mais aquilo, mas as crianças de hoje nem terão o prazer de conhecer a minha floresta. Não mais, não do jeito que era. Não do jeito que ela era minha. Apesar de dês das obras as coisas já não continuarem as mesmas, agora tudo piorou.... muito triste.

Espero que às primeiras gota ela se sinta capaz de reviver. A minha mata. A minha chácara. E a cada broto novo sejam novas infâncias, novas lembranças, e que seja de mais um monte de gente. rs

4 comentários:

Carlos Howes disse...

Poxa, deve ser muito ruim pensar que lembranças tão boas vão ficar restritas a tua memória.. =/

maria renata disse...

Nossa, é como um pedaço da sua história que vai embora, não? Mas a Natureza é tão maravilhosa que tudo há de se refazer, mesmo que não como antes, e quem sabe ela vai poder refazer a história de muita gente que vai voltar a andar por ali...
beijos!

Amanda_Bia disse...

que triste! é incrível como as coisas sagradas da infância se depedaçam com o passar do tempo. e só restam as lembranças, e a tristeza das coisas não serem como eram!
beijos!

' Jaya . disse...

E se tudo se renovar, outras histórias virão.

Beijos, Mariana!
;*