domingo, outubro 05, 2008

;

Me sinto distante de todos
assim como se fossem ameaças
mas talvez quem seja mesmo
sou eu.

As voltas e meias
no varal e nas janelas
por onde eu vá ou veja
um cinza e chuva gélida.

O que acontece nem sei
só aconteceu e comigo
será o tempo ou meu coração
que esqueceu mesmo de amar?

Ou isso nem seja amor
só mesmo um jeito de ser
distante, parado
como se o movimento do mundo fosse o bastante.

Lembro de uma fala
de que tudo passa
mas se passa isso tarda
pois o tempo voa!

2 comentários:

Carlos Howes disse...

Em alguns momentos, dá uma sensação de estar desconexo do mundo ao redor...

Poli disse...

Que bonito o texto Mari,mas triste tb, tb me sinto assim muitas vezes...