terça-feira, setembro 23, 2008

hásão

é assim
sempre falta um ás
uma grama de atração
uma vírgula de ão

o que há
hão de ser em vão
em paz
um pão

pode ser
nada má
ser mão
de cá

quanto falta
e eu na maré
só de esperar
com dor no pé

2 comentários:

Pedrosa disse...

"Mariana Lima
ela que se encontra na divisa
do mundo real ao ficional
escrevendo poemas
entre pequenos dilemas".

mande seu contato.

João Rafael disse...

Diga em ãos para os inhos. Ponha pingos no lugar de acentos ponto! Está pronto!